terça-feira, 11 junho, 2024
InícioBrinquedosComo Definir o Preço de Aluguel de Brinquedos: Guia Para Locadores

Como Definir o Preço de Aluguel de Brinquedos: Guia Para Locadores

Introdução

Como definir o preço de aluguel de brinquedos talvez seja um dos maiores problemas enfrentados por empresas de locação.

Na maioria das vezes os preços são definidos em comparação com os preços praticados pela concorrência regional.

Esta é uma prática temerária pois cada empresa tem sua própria estrutura de custos e perfil de clientes. No final das contas é isso que deve ser levado em conta na hora de montar os preços.

Muitos locadores que usam a prática de “cobrir” os preços da concorrência, dentro de alguns meses estão com dificuldades para manter o negócio, seja por falta de caixa para a operação ou por impossibilidade de renovar o estoque de brinquedos.

Custos Incorridos

Para se manter competitivo é fundamental entender os custos por trás do aluguel de brinquedos.

Isso inclui não apenas o preço de compra ou fabricação dos infláveis, mas também os custos de manutenção, armazenamento adequado e também as despesas operacionais, como transporte, mão de obra e impostos e taxas.

Depreciação do brinquedo

Deve ser calculado levando-se em conta o valor de aquisição do brinquedo, dividido pela quantidade de vezes que se espera que ele será utilizado.

O número de vezes que um brinquedo será utilizado frequentemente é difícil de se estimar, depende de vários fatores e alguns brinquedos duram vários anos.

Outros como waterball por exemplo tem uma vida útil mais curta.

Mas você precisa ter um ponto de partida, então faça uma estimativa bem conservadora.

Exemplo:

Um brinquedo adquirido por R$10.000,00 que se espera durar 5 anos e alugar 2 vezes por mês.

Neste caso você terá que depreciar R$2.000,00 por ano e levando em conta que o alugará 24 vezes no ano (2 vezes por mês) teremos: R$2.000,00 / 24 = R$83,33

Então este será a base para montar o seu custo. Lembrando que este é apenas um exemplo e você deve ser muito realista quanto à previsão de duração do brinquedo e quantidade de vezes que conseguirá alugar.

Custos operacionais

Ao custo inicial de depreciação devem ser somados os custos operacionais fixos e variáveis.

Exemplos de custos fixos: Aluguel, internet, imposto e taxas. São custos que você terá, mesmo que não alugue nenhum brinquedo.

Exemplos de custos variáveis: Combustível, pedágio, estacionamento, pagamento de ajudantes e monitores. São custos que só acontecerão se você alugar os brinquedos.

Nos custos operacionais você também deve levar em conta despesas eventuais com manutenção, seja dos brinquedos ou dos veículos utilizados no transporte, caso sejam próprios.

Considerações Especiais

Eventos corporativos podem demandar um serviço diferenciado, assim como festas infantis em locais de difícil acesso. Levar em conta essas particularidades ajuda a ajustar os preços de forma mais adequada.

Investimentos em Marketing e Propaganda

Aqui entram os custos que você eventualmente terá para conseguir clientes, como anúncios publicitários, cartões de visitas, uniforme para os monitores, etc.

Os investimentos em marketing e propaganda devem ser administrados estrategicamente, então podem ou não ocorrer em determinado mês ou época do ano.

Valor Agregado

Além do custo do aluguel do brinquedo em si, pense no valor adicional que seu serviço oferece.

Isso pode ser desde a garantia de infláveis de alta qualidade até a comodidade no processo de entrega e retirada, proporcionando uma experiência mais confiável e conveniente para os clientes.

Margem de Lucro

Uma vez definidos os custos você saberá quanto deve cobrar para que a sua operação se pague. Mas o objetivo de todo negócio é obter lucro.

Aqui entra uma equação delicada entre o quanto você deseja receber mensalmente pelo seu trabalho e quanto o mercado está disposto a pagar.

Quanto mais otimizada for a sua estrutura e o seu custo, mais margem de lucro você terá, sem ter que praticar preços extremamente elevados que podem não serem aceitos pelos clientes.

Outro ponto determinante para sua margem de lucro é o valor agregado: Um brinquedo diferenciado que a concorrência não tem, um serviço que agregue valor poderá lhe permitir uma margem de lucro adicional.

Análise de Mercado

A maioria dos locadores utilizam apenas este item para definir os preços, mas na verdade ele deve ser apenas uma referência para montar sua estratégia de preços ou validar o seu cálculo de custos para definição de preços.

Como já foi abordado em outro artigo, a estratégia de “cobrir” os preços da concorrências pode ser um caminho rápido para a falência.

Conclusão: Como Definir o Preço de Aluguel de Brinquedos

O que descrevemos aqui é uma estrutura simplificada sobre como definir o preço de aluguel de brinquedos.

Não leva em conta por exemplo o custo financeiro do investimento para aquisição dos bens.

Resumindo

Custo de depreciação + Custos Operacionais Fixos e Variáveis + Marketing e Propaganda + Margem de Lucro = Preço Final

Uma explanação mais aprofundada tornaria este artigo extremamente longo. Mas acredito que lhe dará uma base para com um pouco mais de pesquisa e trabalho, formar uma base confiável para se posicionar no mercado com preços competitivos e que tragam o retorno esperado.

Inscreva-se para receber nossos artigos

* requerido
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular